Eu não desisti de esperar

Mais um dia dos namorados e as timelines se enchem de declarações, é bom ver que o amor ainda persiste em sobreviver. Algumas me chamaram a atenção e eu resolvi ler, foi quando lembrei de todos o amores que enfrentei e esperei, e eu posso te dizer com toda convicção: ele chega!

Eu vejo tantas pessoas desistirem do amor, tentarem de tudo e nada acontecer, a dica é: espere.

A lição mais sábia que eu tive no meu pouco tempo de vida e nas minhas experiências foi essa, não que eu seja um guru do amor até porque não sou do tipo namorador, mas optei por esperar o momento em que tivesse preparado para encarar esse desafio.

Lembrar de todas as frustrações que passei, hoje até me tira um sorriso no canto da boca mas naquela época só eu sei o quanto sofri. Me iludia muito fácil e criava paixões que jamais existiram, fui o rei das paixões platônicas mas foram elas que me fizeram conhecer e fazer as coisas mais doidas da minha vida. Me permiti encarar sozinho o desconhecido e eu precisava saber onde é que eu queria estar.

Se eu não tivesse vivido todas essas coisas, eu não estaria preparado para vivê-lo.

Quando o amor acontece temos que estar preparados a esquecer a parte do eu e viver o nós. Entender que nem tudo é maravilhas e que pra tudo há uma saída, e isso precisa sair do teórico e ser prático. Ver que as provações devem fortalecer e não destruir. Admitir quando ainda não está preparado para tomar decisões que podem mudar sua vida. É viver cada momento com toda a intensidade que alguém mereça ter de você e lembrar que amor é soma e não subtração.

Todos nós podemos sentir o amor, mas só quem está preparado o vive de verdade.


Comentários via Facebook

0 comentários:

Postar um comentário