Ao infinito e além

Dia desses me fizeram a pior pergunta do mundo: quais são suas qualidades? Estou até agora confuso tentando entender como é que certas palavras podem te tirar completamente do eixo. Falar de si mesmo é, na maioria das vezes, uma tarefa muito difícil mas que deveria ser um exercício diário.

Eu acredito que as melhores coisas da vida vem dos detalhes, tenho comigo que devemos sempre ter fé nas pessoas e no mundo todo. Mesmo quando tudo está ruim, penso que logo vai ficar bem e o sorriso voltará a reinar. Sou extremamente fiel a teoria de que tudo tem dois lados, o bom e o ruim e eu escolho qual deles fará parte da minha vida.

Sou fã de quem erra e admite o erro, da sinceridade e dos valores de cada um que me cerca. Sabe, até mesmo aquela pessoa que sempre está dando com a cara na parede e persiste nas suas escolhas. Que se entrega de coração e vai até o fim das consequências e não desiste jamais. Gosto de abraçar em momentos inoportunos, quando ninguém espera e de quebra arranco um sorrisão daqueles que enche a alma de alegria.

Gosto de ouvir as histórias das pessoas, principalmente daquelas que eu tenho pouco contato ou que nem as conheço. Dou a chance de se aproximarem por simplesmente se sentirem a vontade de serem elas mesmas, as minhas melhores lições de vida vieram de pessoas que não tinham nada na vida além dos seus sentimentos. Me lembro de sentar várias vezes no meio fio com moradores de rua, hippies e idosos, várias vezes me disseram que eu era doido de fazer isso. Mal sabiam eles o tamanho da bagagem que eu adquiria ali.

Hoje essa pergunta me fez voltar exatamente nessa parte da minha vida, me fez lembrar os valores que tenho e que me tornam feliz por saber que fui e sou fiel a minha verdade. Que por mais que tenham uma certa imagem ao meu respeito, nunca vão saber o que meu coração diz a que me da oportunidade de falar. O que pareço por fora pode ser diferente do que tenho aqui dentro. Vai depender de qual lado quer conhecer.

Acho que não vou conseguir responder tão cedo essa pergunta, mas o que posso dizer no momento é que me orgulho do ser humano que sou e que tenho me tornado. Isso é tão especial. Minhas ações não dependem de nada além da minha vontade de ser sempre melhor que ontem e enquanto existir a vontade de mudar, eu estarei aqui.


Comentários via Facebook

0 comentários:

Postar um comentário