Pensamentos dentro da gaiola

Nos últimos dias andei pensando em escrever algo que não fosse ficção, que fosse algo que viesse de dentro e que iniciasse uma nova fase pra mim. Uma transformação. Sei que tem pessoas que me acompanham aqui e que se identificam com várias das coisas que eu posto, e vez ou outra me perguntam porque não divulgo, trabalho ou falo do blog e então decidi falar um pouco sobre isso.

Resumindo o inicio da história, que várias pessoas já sabem, eu sempre gostei de escrever e foi algo que desenvolvi para colocar meu sentimentos pra fora por que isso sempre foi algo muito difícil pra mim. Escrevia em cadernos e agendas até que um dia criei o meu primeiro blog limão de vênus, lá eu postava de tudo e como ninguém sabia conseguia falar abertamente comigo mesmo.

A onda dos blogs aumentaram e acabaram virando profissão, isso me fez pensar que eu deveria mudar. Deveria conseguir lidar com tudo que, por algum motivo, me bloqueava o contato com as pessoas quando o assunto era falar sobre mim. Sei que fui e sou visto por muitos como antipático, nariz em pé mas na verdade é um bloqueio que sempre tive quando se trata de dialogar.

Dei o ponta pé inicial, criei outro nome e decidi mudar essas coisas que sempre me incomodaram. Guardei uma grana para que pudesse investir em um layout que fosse minha cara e investi, deixei de lado o receio de me acharem um idiota e fui atrás do que realmente me faz bem. Procurei ajuda (na terapia) e desde então tudo tem melhorado, mesmo que seja preciso passar por momentos difíceis.

Tudo depende do tamanho da sua força de vontade.

Desde então venho mudando, me transformando como as lagartas que viram borboletas incríveis. Que passam por uma turbulência quando estão dentro do casulo e que mal sabem a beleza que guardam dentro de si. É um processo doloroso e que requer muita coragem, não sei se ainda consigo verbalizar tudo que estou escrevendo aqui mas pra mim já é uma vitória conseguir escrever esse texto.

Respeito o tempo e sei que tudo é necessário. Agradeço a todos que acompanham este blog e vivem comigo minha história, a cada visualização que recebo fico muito feliz por saber que estou conseguindo alcançar pessoas e meu desejo é que elas sejam tocadas e eu possa incentivar a mesma transformação que vivo.

Continuarei seguindo e fazendo o que mais gosto nessa vida que é escrever e quando for o momento deixarei a forma de lagarta e voarei rumo ao infinito.


Comentários via Facebook

0 comentários:

Postar um comentário